quinta-feira, 1 de setembro de 2011

famalicão 1945


"... só há homem, quando se faz o impossível; o possível todos os bichos fazem."
Agostinho da Silva, Sete Cartas a um Jovem Filósofo



O ano de 1945 é marcado, indiscutivelmente, pelo fim da II guerra mundial, que causou mais de 70 milhões de mortos!!! Não há palavras!!! O jornal famalicense "Estrela do Minho", e que neste mesmo ano comemorava os seus cinquenta anos de existência, deu destaque, como não podia deixar de ser, ao acontecimento. Aind antes, a 15 de Abril, noticia o falecimento de Roosevelt - "Morreu Roosevelt, Presidente dos Estados Unidos e Cidadão do Mundo". Neste mesmo dia anuncia a "Libertação de Paris", um texto sem indicação de autor, anunciando o herói do dia: DeGaulle. A 8 de Maio, el letras pretas e grandes anuncia que "ACABOU A GUERRA", com fotografias de Churchil, de Jorge VI e da Rainha de Inglaterra. A 13 do mesmo mês, José Casimiro da Silva escreve o artigo "Bendigamos a Paz, Bendigamos a Vitória", enaltecendo a Inglaterra, a América, a França e o Brasil; e diz-nos a dado passo o seguinte: "Era a vitória da força do direito, contra o direito da força; da justiça contra a prepotência; da liberdade sobre a escravidão, da civilização sobre a barbárie." Abaixo deste texto, surge um outro com o título, e sem indicação de autor, "Paris festeja a Vitória com Entusiasmo Delirante", com uma fotografia de DeGaulle, assim como uma outra, a do General Béthouard, transcrevendo o discurso do primeiro. A 20 de Maio transcreve as palavras de Salazar declaradas a 18 na então Assembleia Nacional, que anunciou a "neutralidade colaborante" de Portugal e a realização de "novas eleições". Pela Reuter, anuncia em título que "Por Intermédio da Rússia o Japão pediu a paz aos aliados, mas estes só a concederão se ela for aceite incindicionalmente". E a 19 de Agosto noticia a derrota do Japão, acabando definitivamente a guerra. Publica dois textos sobre o acontecimento do então jovem advogado famalicense Lino Lima: i) "A Besta Nazi" (em 13 de Dezembro) e ii) "Vitória da Paz" (em 30 de Dezembro).





Fundado em 1895, o seu primeiro número é de 4 de Agosto, o "Estrela do Minho" comemora as suas bodas de ouro. No editorial, com a fotografia do fundador, Manuel Pinto de Sousa, diz-nos Casimiro da Silva que "o objectivo supremo" do jornal "é, foi sempre a sua terra a sua senhora e sua amada. Por ela se bate  inteira se lhe consagra. É a sua grande-pequena Pátria." Reproduz o seu primeiro número. Destaca a 29 de Setembro as Festas de Setembro de Famalicão, e a sete de Outubro o mesmo Casimiro da Silva comemora os trinta e cinco anos da implantação da República em Portugal com o texto "Princípios", lembrando Sousa Fernandes, o primeiro presidente da Câmara de Famalicão na era republicana. E no âmbito da proposta de Salazar de novas eleições para a então Assembleia Nacional, a oposição democrática do distrito, incluindo em Famalicão, organiza-se, realizando um comício no Salão Olímpia. A solicitação da reunião é assinada por Joaquim Malvar, Daniel Rodrigues, António Cleto Malvar, Álvaro Marinho, Álvaro Simões, Abílio Oliveira e Augusto Cerejeira de Faria. O mesmo jornal publica então, de Armando Bacelar, o longo relatório da organização da oposiçao democrática em Famalicão, a 4 de Novembro e, a 18^, o seu texto "Democracia", no qual diz que "a Nação está cansada" dos impostos e da falta de liberdade. De salientar, a criação da Fundação Narciso Ferreira, em Riba d`Ave, a segunda do género em Portugal, tendo sido a primeira a Casa de Bragança. Finalmente, na Tipografia Minerva, Agostinha da Silva publica, entre outros títulos, "Sete Cartas a um Jovem Filósofo".





Álvaro de Castelões - Rimas Orientais
Nuno Simões - Sobre a Indústria Nacional de Curtumes
Nuno Simões - O Conceito e a Evolução do Luso-Brasileirismo
Artur de Vasconcelos - A Portuguesa
Artur de Vasconcelos - Relevos de Portugal
Francisco Torrinha - Alterações Ortográficas
Jaime Cortesão - Elogio Histórico de Bernardino Machado
Nuno Simões colabora no livro "As Grandes Figuras da Humanidade: História Geral das Civilizações", sob a direcção de Lopes de Oliveira, com o texto "Turgot: 1727-1781", no quinto volume.
É publicado o suplemento "Minho-Ala-Cinco", no jornal "Notícias de Famalicão", com a direcção de Abel Folhadela de Macedo
Santa Casa da Misericórdia - Reforma de Estatutos
Estatutos e Regulamento Particular da Irmandade de Nossa Senhora do Carmo
A "Gazeta dos Caminhos de Ferro" de Lisboa, com a direcção de Carlos de Ornellas, publica o artigo de José Casimiro da Silva "Vila Nova de Famalicão e o Progresso Espantoso de Riba d`Ave"
Maria Manuela de Sousa Araújo ganha o Prémio Viana da Mota, então instituído pela Emissora Nacional



video

Sem comentários:

Enviar um comentário